• Peçam com fé e não duvidem de modo nenhum, pois quem duvida é como as ondas do mar, que o vento leva de um lado para o outro. - Tiago 1: 6
  • Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3:16
  • Respondeu Jesus: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim. João 14:6
  • Por isso não tema, pois estou com você; não tenha medo, pois sou o seu Deus. Eu o fortalecerei e o ajudarei; eu o segurarei com a minha mão direita vitoriosa. Isaías 41:10
  • Não se amoldem ao padrão deste mundo, mas transformem-se pela renovação da sua mente, para que sejam capazes de experimentar e comprovar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Romanos 12:2
  • Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor. Romanos 6:23
  • moços e moças, velhos e crianças. Louvem todos o nome do Senhor, pois somente o seu nome é exaltado; a sua majestade está acima da terra e dos céus. Salmos 148:12-13
  • João 3:16 "Porque Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho Unigênito, para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna."NVI
  • João 1:1-3 No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. Ela estava com Deus no princípio. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito. NVI

Vereador usa Tribuna da CMU e revela situação de ex-funcionários da Copervale

14.02.19

Durante uso da Tribuna Livre na sessão ordinária da Câmara Municipal de Uberaba (CMU), nesta quarta-feira, o vereador Samuel Pereira (PR) levou a Plenário a situação de ex-funcionários da empresa Copervale que ainda não receberam as indenizações trabalhistas. 

O parlamentar disse que ex-funcionários da Copervale têm procurado o seu gabinete solicitando ajuda para resolver a questão. Samuel sugeriu que os vereadores elaborem documento para ser encaminhado à Justiça e peçam agilidade na solução dessa questão.

“Os relatos que temos é de pessoas que estão passando muita necessidade, estão vivendo de apoio de familiares e amigos. Há pessoas que desde o fechamento da Copervale não conseguem emprego”, disse Samuel.

No dia 24 de julho do ano passado, decisão da desembargadora Ângela de Lourdes Rodrigues, da 8ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), suspendeu a decisão que converte a recuperação em falência, que havia sido decretada pela Vara Empresarial, de Execuções Fiscais e de Registros Públicos no dia 20 de junho.

Em matéria publicada em julho do ano passado, no Jornal da Manhã, a Vara de Execuções Fiscais e Registros Públicos estimava em R$55 milhões as dívidas da Copervale.

Incêndio. Em 2018, guarnições do Corpo de Bombeiros se mobilizaram para apagar incêndio em galpão da Copervale às margens da BR-262. Foi o terceiro incêndio registrado no local (os outros aconteceram em janeiro e em junho do mesmo ano).